Início » Sociedade e Comportamento » A idade do melhor trabalho

A idade do melhor trabalho

A chamada sociedade do conhecimento está mudando o perfil da demanda no mercado de trabalho. A exigência de alto nível de qualificação e anos de experiência profissional muda as necessidades de contratação das empresas.

As funções dentro das empresas, cada vez mais necessitam de conhecimento e habilidades que só se adquire após muitos anos de estudos. Entretanto, encontrar gente altamente capacitada, com ampla experiência e cursos de MBA, mestrado ou até mesmo doutorado é muito difícil antes dos 25 anos. Assim, contratar um profissional acima de 40 anos torna-se, muitas vezes, a única alternativa.

Some-se a isso o fato de que muita gente adia a entrada no mercado de trabalho para se capacitar. Outros largam emprego, vendem casa e carro e dedicam-se a um MBA, mestrado ou doutorado, dando uma parada na carreira durante um tempo.

O profissional acima de 50 anos não representa mais aquele que está pensando na aposentadoria. Pelo contrário, é nesta fase que adquiriu a maturidade e acumulou o conhecimento para trabalhos mais intelectuais. A atividade destes profissionais dentro das empresas parecerá muito com o trabalho dos professores universitários. Ou seja, dedicará um tempo de sua carga horária para as atividades executivas, outras tantas horas para pesquisar, estudar, e mais algum tempo para capacitar outros colegas de trabalho. Nas chamadas universidades corporativas, os profissionais mais qualificados atuam como tutores de programas de treinamento.

Temos que lembrar ainda, que a melhor qualidade de vida da sociedade moderna permite às pessoas mais velhas, uma longevidade de trabalho muito maior. A aposentadoria cada vez mais representará um momento de optar por parar ou não de trabalhar, ao invés de representar o momento em que as pessoas não podem mais continuar a trabalhar. Ao se considerar as horas de trabalho que sem tem ao longo da vida, um profissional típico até o início do século passado só trabalhava metade das horas que o profissional de hoje pode trabalhar. Infelizmente, isso traz um outro problema: os jovens competirão cada vez mais com pessoas mais velhas e encontrarão dificuldades no mercado de trabalho.

Ao mesmo tempo, essa realidade fará com que as empresas revejam preconceitos muito comuns em relação à idade. Empresas que ainda têm aquela idéia que só os mais jovens têm mais pique, podem produzir mais, estão distantes da realidade deste início do século.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: