Início » Gestão e Liderança » Batalha em duas frentes

Batalha em duas frentes

Na Batalha de Waterloo Napoleão cometeu um grave erro. Dividiu suas tropas e enfrentou o exército inimigo em duas frentes de batalha.

Da mesma forma, Hitler começou a perder a guerra ao invadir a Rússia e dividir ainda mais a força de seu exército.

A guerra em duas frentes é constantemente vista pelos estrategistas como uma estratégia perigosa e que deve ser evitada.

Da mesma forma, muitas empresas fracassam ao se lançarem em mais de um empreendimento de forma inadequada. Não raro sabemos de casos em que empresas bem-sucedidas encontram o prejuízo ao buscarem um novo mercado ou diversificarem suas atividades. Isso porque dividiram suas forças e sucumbiram perante a concorrência.

Portanto, antes de se lançar em nova empreitada, é necessário uma análise prévia de recursos e competências. Nem sempre o sucesso em um mercado indica capacidade para competir em outro. Uma empresa que atua no varejo, por exemplo, não necessariamente tem habilidade para competir em setores de manufatura. E vice-versa. O crescimento rápido demais também pode transformar o gerenciamento em um caos e absorver mais recursos financeiros que o previsto. A franquia China in Box aprendeu isso a duras penas ao crescer demais e em mercados que não conhecia bem.

No caso da entrada em um ramo de atividade diferente do original, é preciso cuidado para que os investimentos não comprometam a saúde financeira do negócio principal.

A competência gerencial instalada também deve ser observada. O ideal é que sejam contratados executivos com experiência no mercado a ser explorado, para encurtar o tempo de aprendizado e evitar erros iniciais. Há que se rever também a forma de gerenciamento e a estrutura necessária para o crescimento e/ou diversificação. Empresas excessivamente centralizadas têm mais chances de fracasso ao diversificarem suas atividades.

É claro que diversificar os negócios pode ser uma boa alternativa de crescimento, mas, repito, deve ser realizada uma análise cuidadosa das condições para tal. A sede de crescimento não pode vencer o bom senso e ignorar as reais condições para que o crescimento seja sustentável em longo prazo.

Lutar em duas ou mais frentes é perigoso, principalmente quando a empresa subestima os concorrentes e não conhece o mercado tanto quanto deveria. Mas, ao mesmo tempo, se tomados os devidos cuidados, pode levar à vitória no mercado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: