Início » Sociedade e Comportamento » Planejamento: um fator crítico para o sucesso profissional

Planejamento: um fator crítico para o sucesso profissional

Não faz muito tempo, assisti na televisão uma reportagem sobre um senhor que trabalha numa empresa há 69 anos. Começou na empresa como office boy, até chegar finalmente a contabilista. Este senhor dizia que iria finalmente “pra casa” quando completasse 70 anos de empresa.

Durante esses 69 anos, com certeza este senhor nunca pensou em como planejar sua carreira – sempre acreditou que ao se esforçar e trabalhar com afinco, a empresa lhe compensaria por isso. E parece que não se arrependeu.  Essa era a realidade do trabalhador de outrora: o emprego vitalício, a lineariedade na ascensão profissional, a promoção por temporariedade, a empresa-família. Mas, de lá pra cá, muita coisa aconteceu: a reengenharia, o downsign, as fusões e as aquisições. No Brasil, mais recentemente, as privatizações. Ficou cada vez mais comum alguém chegar de manhã para trabalhar e saber que a empresa foi vendida e que o seu departamento será extinto.

A realidade é que, nesse novo ambiente, o profissional terá que se acostumar a mudar de emprego, de cargo, de projeto, mas continuar num mesmo caminho. Ou seja, ter o sentido de direção de sua carreira profissional, sem precisar ter o sentido de estabilidade na empresa. Isso pode ser conseguido por meio de planejamento pessoal.

            Mesmo que todos concordem ser importante, poucos profissionais levam isso realmente a sério. Contraditoriamente, tem-se tornado cada vez mais crítico para o futuro profissional de qualquer pessoa, em qualquer profissão.

            Nunca foi tão necessário, para o sucesso profissional, estabelecer objetivos, determinar metas e colocar os planos em ação. Esse é o manual de sobrevivência do novo trabalhador na sociedade do conhecimento. Este profissional deverá:

  • ter visão, para enxergar os movimentos do mercado e saber que habilidades e conhecimentos serão mais demandados pelas empresas dentro dos próximos anos;
  • saber planejar a longo prazo, para decidir com segurança no presente, evitando benefícios imediatos que lhe tirarão do caminho certo;
  • ter atitude, para colocar em prática o planejado, enfrentar os obstáculos e corrigir os rumos quando necessário.

 

Creio que teríamos mais profissionais com este perfil por meio de um trabalho de base nas próprias universidades, com os futuros profissionais. Não conheço nenhuma iniciativa neste sentido. Talvez as universidades não considerem isso importante, ou que talvez isso não seja papel delas. Não importa. O que importa é que, de uma forma ou de outra, há consequências indesejadas para as próprias instituições.

Vejamos um exemplo: muitos alunos abandonam a faculdade alegando falta de tempo, problemas familiares, de trabalho, entre outros.  Outros atrasam as mensalidades alegando falta de recursos. Ao conversar com muitos deles, percebi que em muitos casos não se tratava de falta de tempo, ou de dinheiro, mas que não colocavam a faculdade como prioridade. Não tinham uma relação clara entre os estudos e o alcance de objetivos de longo prazo.

A falta de objetivos definidos traz consigo a dispersão do esforço, a falta do sentido de prioridade, a falta da noção do real valor das coisas. Frequentemente estes jovens preferem comprar uma calça da Forum por 200 reais a comprar um livro de Marketing que custa menos de 80 reais.

Boa parte destes alunos que alegaram falta de tempo e dinheiro, são os mesmos que frequentam assiduamente praias e casas noturnas, ou que andam com aparelhos celulares top de linha. É tudo uma questão de percepção de valor.

Anúncios

1 Comentário

  1. Michelle Maciel disse:

    Infelizmente é essa a realidade dos jovens:Não tem a faculdade como prioridade.Vejo vários exemplos de colegas que desistem do curso alegando diversos motivos:psicologicos, econômicos,no geral desmotivados.Mas quando se trata de ir pra alguma balada não medem esforços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: