Início » Gestão do Conhecimento » Sobrevivendo à mudança

Sobrevivendo à mudança

Lembro com saudade da época em que eu, ainda garoto, passeava e fazia compras na Mesbla. Da mesma forma meu pai mensalmente fazia compras na rede de supermercados São João. Nenhuma dessas empresas existe mais, e não faz muito tempo que isso ocorreu.

Empresas surgem e desaparecem com rapidez surpreendente. Mas algumas sobrevivem muito tempo. Quais os segredos das que conseguem sobreviver? Existem dois.

O primeiro tem relação com a competência das empresas. Elas simplesmente se adaptaram ao mercado, reagiram à concorrência. O segundo é por sorte de estarem em um mercado que não mudou, em que a concorrência não se desenvolveu ao ponto de representar uma ameaça.

Comparo ao que acontece na natureza. Quando Darwin visitou as Ilhas Galápagos, encontrou um ambiente que não havia mudado há milhões de anos. As espécies que lá estavam nunca pouco se adaptaram porque o ambiente permaneceu o mesmo. Por isso Darwin encontrou espécies que contribuíram para sua Teoria da Evolução.

No outro extremo, temos regiões do planeta que se transformaram em deserto, onde antes era uma floresta, nas quais o clima mudou, os predadores, as condições de alimentação etc. Nessas regiões muitas espécies se extinguiram, outras surgiram, outras se adaptaram.

No mundo dos negócios é a mesma coisa. Quando o ambiente em que a empresa está inserida muda, a empresa também tem que mudar. Tem que se adaptar, caso contrário não sobrevive. Por isso é importante a empresa estar constantemente atenta às mudanças, o que implica em reconhecer que a empresa está mais para um organismo vivo do que para uma máquina.

O que diferencia a evolução na natureza, da evolução no mundo dos negócios, é a velocidade das mudanças. No mundo dos negócios a velocidade é muito superior. Enquanto na natureza um organismo demora milhares de anos para se adaptar, ou para uma floresta se transformar em um deserto, nos negócios um produto pode ficar obsoleto em menos de um ano.

É como aconteceu com a IBM, que no início vendia máquinas registradoras, depois máquinas de datilografia e de contabilidade, para finalmente entrar no mercado de informática.

Faz-se necessário, portanto, que a empresa fique atenta para as mudanças no mercado, em relação aos concorrentes, aos hábitos e necessidades dos consumidores, às mudanças econômicas, políticas, tecnológicas. Caso contrário, será uma espécie em extinção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: